-26%
,

Até Que Tenhamos Rostos | C. S. Lewis

Disponibilidade

Fora de estoque


Comparar

Até Que Tenhamos Rostos Livro preferido de Lewis, Até que Tenhamos Rostos é o reconto do clássico mito de Cupido e Psique, em uma história atemporal sobre duas princesas mortais e Cupido, o próprio deus do amor na mitologia grega.

R$47,90 R$64,70

Fora de estoque

Notifique-me quando esse item voltar ao estoque

Até Que Tenhamos Rostos

Livro Até Que Tenhamos Rostos | C. S. Lewis

Até Que Tenhamos Rostos Livro preferido de Lewis, Até que Tenhamos Rostos é o reconto do clássico mito de Cupido e Psique, em uma história atemporal sobre duas princesas mortais e Cupido, o próprio deus do amor na mitologia grega. Por meio da ficção, Lewis explora na obra profundas ideias abordadas em muitas de suas obras de não-ficção. O pano de fundo é Glome, um mundo bárbaro e pré-cristão no qual são travadas as lutas entre amor sagrado e profano.

O romance começa e termina com paralelos com o livro de Jó. Arrependimento, autoconhecimento e redenção são temas que perpassam a obra, mas a palavra cristianismo nunca é mencionada. Até que Tenhamos Rostos é um livro essencial para aqueles que apreciam a escrita de C.S. Lewis. Muitos consideram que ninguém pode compreender ou apreciar completamente o pensamento do autor sem conhecer esta obra. Sua criação mais difícil, e também a melhor, que chega agora a seus leitores brasileiros.

Resenha

A história é uma releitura que C.S. Lewis fez do mito Psique e Cupido, de Lúcio Apuleio mais conhecido como “O asno de ouro”, o foco do livro em é na irmã de Psique, Orual de onde se desenrola toda a história, ao contrário do original onde toda narrativa é entorno de Psique.
Orual é a filha mais velha de três do cruel rei de Glome, e o nascimento de Psique marca todo começo da narrativa sobre a vida de Orual( as vezes chamada de Maia),a história é escrita pela mesma que altera para primeira e terceira pessoa, ora narrador é ativo ora é passivo ou mesmo alterna entre a situação se ocorre no pressente ora no passado, enfim o livro em si tem bastante referência ao Livro de Jó, pois assim como o mesmo a protagonista sofre durante a narrativa aflições assim como Jó, e questiona os “deuses” do por quê ser merecedora de tamanha desgraça em sua jornada.
O meio do livro vai nos mostrando toda a mudança de personalidade que ocorre em sua vida Orual sua vida devido aos eventos ocorridos, e o final em si é mais marcante, pois todas as respostas para sua pergunta estava bem diante dela.O que deixou fascinado por esse livro foi como foi construída a aflições em torno da Orual, e como isso é tão real o que torna um espelho da angustia pelo qual todo ser humano irá passar e em algum momento de livro você irá se identificar com a mesma

Clive Staples Lewis, (C. S Lewis)

comumente referido como C. S. Lewis (Belfast, 29 de novembro de 1898 — Oxford, 22 de novembro de 1963), foi um professor universitário, escritor, romancista, poeta, crítico literário, ensaísta e apologista cristão irlandês.

Durante sua carreira acadêmica, foi professor e membro do Magdalen College, tanto da Universidade de Oxford como da Universidade de Cambridge.

Ele é mais conhecido por seus trabalhos envolvendo a apologia cristã, incluindo as obras:

Foi também um respeitado estudioso da literatura medieval e renascentista, tendo produzido alguns dos mais renomados trabalhos acadêmicos envolvendo esses temas no século XX.

Título:Até Que Tenhamos Rostos
Subtitulo:
Autor: C. S. Lewis
Páginas: 256
Formato: 23 × 16 × 1 cm
ISBN: 9788577791668
Editora: Ultimato
REF: 9788577791668 Categorias ,
Peso0.500 kg
Dimensões23 × 16 × 1 cm

Com base em 0 revisões

0.0 Geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a comentar “Até Que Tenhamos Rostos | C. S. Lewis”

Não há comentários ainda.

Perguntas dos clientes do Mercado Livre (0)

Ninguém fez perguntas ainda.